Pixi.

Pixi is a creative multi-concept WordPress theme will help business owners create awesome websites.

Address: 121 King St, Dameitta, Egypt
Phone: +25-506-345-72
Email: [email protected]

Plano de negócios para e-commerce

  • Por Josele Delazeri
  • 13 de janeiro de 2022
  • 0 Comentários
  • 208 Visualizações

 

Plano de negócios para e-commerce

Primeiramente, o e-commerce mudou a maneira como milhões de pessoas fazem compras. Mas, a gestão de muitos negócios não evoluiu. Assim, vem a pergunta, devo ter meu e-commerce?

Então, acredito que já passou da hora! Sobretudo, em um setor em crescimento, as empresas têm muitas oportunidades de desenvolvimento. Logo, hoje, as vitrines de e-commerce vêm em todos os formatos e tamanhos.

Desde grandes sites de marcas como a Nike e a Reserva, a marketplaces como Amazon e Magalu. Também, pequenas e médias empresas em todo o mundo – e em todo o canto. Mas, todos têm uma coisa em comum: uma empresa deve definir e gerenciar sua iniciativa de e-commerce. Sua oferta no e-commerce!

E-commerce não é um modelo de negócios, é um canal de vendas!

Em primeiro lugar, a oferta no e-commerce é um ponto chave para os gestores de e-commerce!

A importância de uma boa oferta no e-commerce

Enfim, a oferta no e-commerce é a visibilidade que o seu público, a sua audiência terão sobre o seu negócio. Esse conceito faz parte da metodologia Máquina de Vendas: previsível, escalável e lucrativo.

Antes de definir a sua oferta no e-commerce, é importante definir a base do negócio, após a oferta, e então define-se o público alvo e a impulsão, o BOPI. Sobretudo, esse método tem um fit bem bacana, principalmente, para quem já tem um negócio. 

Então, utilize o Canvas para organizar o seu planejamento. Conforme, quando definimos o produto estrela, principalmente na internet, as pessoas conectam-se com o propósito organizacional. 

O que faz você levantar da cama todas as manhãs? Então, se você tem uma loja física, você não deve fechar a sua loja física, a internet é mais um canal de vendas. 

Qual o real impacto que a tua marca gera para as pessoas? Se sua empresa deixasse de existir alguém sentiria falta dela? Que dor as pessoas têm para as quais o seu produto é um remédio? Por isso, a importância da oferta no e-commerce!

8 dicas para uma super oferta no e-commerce

via GIPHY

1) Vender na internet 

Então, chegou a hora de desencalhar produtos velhos? NÃO!  Afinal, se você tem produtos em estoque na sua loja física, que não vendem, estes também não serão vendidos online. Por isso, pense no produto que seus clientes mais gostam.

Primeiramente, é esse que você deve vender online, começar por esse, avaliando o efetivo resultado que ele tem online. Principalmente, essa é sua oferta no e-commerce.

2) Variedade x Quantidade da oferta no e-commerce

Contudo, a lógica do online é diferente da lógica da loja física. Dessa forma, na loja física a variedade é importante. Mas, na loja online é melhor uma pequena variedade, com mais quantidade. Então, pequena variedade, essa é sua oferta no e-commerce.

3) Um erro comum, vou vender algo que ninguém venda na internet

Desde já, é importante vender algo que tenha um certo nível de competição. Enfim, que já está validado como um produto que vende online, uma boa oferta no e-commerce.

4) O teu produto não precisa ser o mais barato

Mas, não deve ser o mais caro também, o importante é, com os teus diferenciais, ser competitivo.

Ticket Médio

5) Outro aspecto importante é o ticket médio

Se for vender um produto de 60 reais, e o frete é 20 reais, a pessoa não compra. Por isso, o ideal é montar kits, que o ticket médio fique em torno de 150 reais. Assim, uma oferta no e-commerce seria as pessoas compram, e dividem o valor. Por exemplo, 3 sapatos por 199, o cliente compra os 3, mas na verdade, é um para ele, e os outros dois para amigos.

6) Frequência de compra é importante também

Neste caso, cosméticos, o cliente compra constantemente. Por que é importante? Por ser muito mais barato fidelizar um cliente do que conquistar novos clientes. Afinal, produtos que vendem uma vez na vida, por exemplo, dificultam a fidelização. Neste caso, é importante trabalhar conteúdo, e produtos agregados. Assim, as pessoas ficam conectadas com a sua oferta no e-commerce.

7) Estoque infinito

Certamente, não é alugar um grande espaço para manter os produtos, mas ter parceria com o fornecedor, sabendo certinho o prazo. Pois, não é agradável para o cliente acessar o produto, e não ter estoque, ele acaba procurando outra empresa. Oferta no e-commerce!

8) Produto de fácil manuseio

Sempre temos que pensar na logística, na embalagem, no envio. No fundo, o e-commerce é uma empresa de logística. Comece certo, é essa a ideia para a sua oferta no e-commerce!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.