Pixi.

Pixi is a creative multi-concept WordPress theme will help business owners create awesome websites.

Address: 121 King St, Dameitta, Egypt
Phone: +25-506-345-72
Email: [email protected]

Qual a diferença entre e-commerce e loja virtual?

  • Por Josele Delazeri
  • 10 de fevereiro de 2021
  • 0 Comentários
  • 29 Visualizações

 

Qual a diferença entre e-commerce e loja virtual?

Certamente, o e-commerce mudou completamente a forma como o mercado opera, tornando mais fácil descobrir e comprar produtos em qualquer lugar do mundo. 

Então, o e-commerce criou um mercado mundial que simplesmente não era possível no mercado de varejo tradicional. 

Portanto, as vendas de comércio eletrônico estão aumentando rapidamente ano após ano.

Olá, tudo bem? 😉

Espero que goste desse conteúdo feito com muito carinho para você.

Assim, vamos ver a diferença entre e-commerce e loja virtual.

Primeiramente, e-commerce é um setor da economia, e loja virtual é um canal de vendas.

Sobretudo, o e-commerce é muito mais do que a loja virtual.

A saber o e-commerce vai além da loja virtual, pois envolve questões legais, compra de fornecedores, logística, marketing, atendimento ao cliente, treinamento da equipe.

O que é e-commerce?

Em primeiro lugar, o e-commerce, também conhecido como comércio pela Internet, refere-se à compra e venda de bens ou serviços pela Internet.

Bem como,  à transferência de dinheiro e dados para a execução dessas transações. 

Então, ele abrange uma ampla variedade de dados, sistemas e ferramentas para compradores e vendedores online, incluindo compras pelo celular e criptografia de pagamento online.

Isto é, o comércio eletrônico costuma ser usado para se referir à venda de produtos físicos online.

No entanto, também pode descrever qualquer tipo de transação comercial facilitada pela Internet.

Só para exemplificar, a primeira transação de comércio eletrônico foi feita em 1994. 

Assim, um cara chamado Phil Brandenberger usou seu Mastercard para comprar os Dez Summoners ‘Tales de Sting pela Internet por US $ 12,48. 

Contudo, essa transação em particular fez história e sinalizou para o mundo que a “internet estava aberta” para transações de comércio eletrônico. 

Por que? 

Porque foi a primeira vez que a tecnologia de criptografia foi usada para permitir uma compra pela Internet.

Portanto, quando você entra na Amazon e compra um livro, este é um exemplo clássico de uma transação de e-commerce. 

Visto que, você interage com o vendedor (Amazon), troca dados em forma de texto, endereço para entrega etc. e depois efetua o pagamento.

Quais são os diferentes modelos de negócios de e-commerce?

Então, o e-commerce é normalmente classificado em três modelos diferentes com base no tipo de participantes envolvidos na transação.

Portanto, B2B, B2C e C2C. Em termos gerais, esses modelos de negócios são:

Business to Business (B2B)

A saber, B2B é quando as empresas vendem para outras empresas. 

Business to Consumer (B2C)

Em suma, B2C é o modelo de negócio mais comumente pensado.

Já que, os comerciantes vendem para consumidores que compram uma pequena quantidade de produtos.

Consumidor para Consumidor (C2C)

Ou seja, C2C é um modelo de negócio relativamente novo em que os consumidores que compraram algo anteriormente, procuram revender esse item para outro consumidor.

E, loja virtual?

Então, loja virtual é um site de vendas no varejo.

Acima de tudo, devido as inúmeras vantagens e benefícios, mais e mais pessoas dizem que preferem as compras online às compras convencionais.

Sobretudo, a loja virtual funciona por meio de uma série de etapas.

Que utilizam o código do site, um banco de dados e aplicativos de terceiros, como um processo de pagamento ou gateway de pagamento.

Afinal, a mudança repentina nas estratégias de comércio eletrônico devido à Covid-19 mudou a maneira como os varejistas pensam.

Aliás, estratégias para implementar a compra online/retirada na loja dominam a conversa.

Assim, a loja virtual tende a ter custos muito mais baixos do que as configurações tradicionais. 

Por isso, adicionar um componente online ao seu negócio existente não precisa ser um investimento de alto risco.

De fato, na maioria dos casos, seria uma escolha recomendada.

Contudo, a metodologia BOPI (Base do Negócio, Oferta, Público-alvo e Impulsão) é uma ótima metodologia para você conhecer antes de iniciar as vendas online.

Inegavelmente, sair da zona de conforto e iniciar os desafios necessários para atingir seus objetivos sempre representará o início do caminho para quem tem sucesso.

Conta pra gente!

Você já tem sua loja virtual? 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *