Pixi.

Pixi is a creative multi-concept WordPress theme will help business owners create awesome websites.

Address: 121 King St, Dameitta, Egypt
Phone: +25-506-345-72
Email: [email protected]

Women in e-commerce: que chave abre essa porta?

  • Por patriciadalmolin
  • 11 de maio de 2022
  • 0 Comentários
  • 63 Visualizações

É um segredo aberto que o setor de tecnologia luta para atrair mulheres. Então, mudar a narrativa poderia ser uma maneira de envolver mais mulheres em tudo, desde o código até o comércio? O comércio eletrônico tornou mais fácil para as mulheres de negócios?

Certamente parece que o mundo do comércio eletrônico é adequado para as mulheres empreendedoras porque lhes permite a flexibilidade de equilibrar suas vidas em torno do trabalho. A indústria tornou-se mais acessível, com mulheres administrando negócios em casa ou em trânsito. 

O empreendedorismo pode significar mais liberdade para as mulheres, de acordo com a primeira defensora latino-americana do eTrade for All, iniciativa desenvolvida pela Conferência das Nações Unidas sobre Comércio e Desenvolvimento (UNCTAD) para expandir e promover a economia digital, especialmente em países de baixa e média renda.

Como consumidoras, as mulheres têm um enorme impacto na economia. De fato, as mulheres conduzem 70-80% das compras do consumidor (Forbes). Além disso, as empresas com maior presença feminina são mais lucrativas, de acordo com o The Peterson Institute. No entanto, apenas 4,2% das empresas da Fortune 500 são administradas por mulheres.

Fechar a lacuna de gênero nas plataformas on-line significa poder colocar bilhões de dólares nas carteiras das mulheres empreendedoras, e crescer exponencialmente os mercados globais de comércio eletrônico. 

Lições sobre mulheres no e-commerce

Aqui estão lições sobre as mulheres no e-commerce, e como uma mudança narrativa pode ajudar.

  1. Tornar as mulheres visíveis – Não é apenas um problema das mulheres – é um problema de todos. Sobretudo, o primeiro passo necessário para mudar o status quo de gênero do comércio eletrônico é aumentar a visibilidade. Logo, o próximo é apoiar as mulheres que já estão na indústria fazendo o trabalho duplo de lançar e administrar negócios e, simultaneamente, tentar gerenciar e mudar percepções. O objetivo é que todos se envolvam para que as empresárias de e-commerce de sucesso se destaquem e se orgulhem.
  2. Aumentar o número de mulheres vendendo on-line – Um caminho importante seria recrutar mulheres que usam ferramentas informais de comércio social, como WhatsApp ou Facebook Messenger, e ajudá-las a fazer a transição para plataformas formais de comércio eletrônico, onde podem acessar mercados mais amplos.
  3.  Aumentar as vendas de empresas de propriedade de mulheres – Mesmo quando as mulheres são vendedoras ativas no comércio eletrônico, elas são mais propensas a ter empresas menores e menos funcionários, e suas vendas médias são menores do que as dos homens. Acreditamos firmemente que, para as mulheres entrarem no setor de tecnologia, elas devem mobilizar toda a sua comunidade para criar um impacto econômico positivo e duradouro na sociedade em geral.

 

Artigo produzido por Josele Delazeri

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.