Pixi.

Pixi is a creative multi-concept WordPress theme will help business owners create awesome websites.

Address: 121 King St, Dameitta, Egypt
Phone: +25-506-345-72
Email: [email protected]

Como a pandemia desencadeou a virada do e-commerce

  • Por Josele Delazeri
  • 28 de junho de 2021
  • 0 Comentários
  • 164 Visualizações

 

Como a pandemia desencadeou

a virada digital e do e-commerce

Primeiramente, nos próximos anos, olharemos para 2020 como o momento que mudou tudo. 

Acima de tudo, em nenhum outro lugar ocorreu um crescimento sem precedentes, como no e-commerce. 

Enfim, que explodiu em meio à crise da pandemia.

Se aprendemos alguma coisa com o ano passado.

Logo, é que as coisas podem mudar em um instante.

A princípio, mudanças para as quais pensávamos que tínhamos anos para nos preparar.

Em seguida, comportamentos que presumimos que manteríamos para sempre.

Afinal, expectativas que temos de nós mesmos e de nossas organizações. 

Agora, isso se aplica à maneira como vivemos, trabalhamos e fazemos compras.

E-commerce global salta US $ 26,7 trilhões

Ao mesmo tempo, o e-commerce global salta para US $ 26,7 trilhões.

Constantemente, a situação está mudando. 

via GIPHY

Mudanças nos hábitos do consumidor

Por isso, as mudanças nos hábitos de compra dos consumidores. 

Enfim, no comportamento de pagamento podem ser mais duradouras. 

Em resumo, isso terá implicações para a mudança estrutural e o crescimento da economia digital.

Também, a crise da pandemia acelerou a expansão do e-commerce para novas empresas.

Igualmente, clientes e tipos de produtos. 

Além disso, forneceu aos clientes acesso a uma variedade significativa de produtos.

Em suma, na conveniência e segurança de suas casas.

Diante disso, permitiu que as empresas continuassem a operar apesar das restrições de contato.

Assim sendo, como bem sabemos, o comportamento do consumidor é influenciado pelos avanços tecnológicos.

Mas, também por fatores ambientais, econômicos e sociológicos.

E-commerce na vanguarda do varejo

Em vista disso, a pandemia de coronavírus colocou o e-commerce na vanguarda do varejo. 

Mediante o exposto, em 2020, a pandemia acelerou significativamente o crescimento das vendas do e-commerce. 

Com isso, o crescimento do e-commerce continuará em 2021.

Inclusive, as vendas totais excederão em muito nossas estimativas pré-pandemia.

Ademais, a pandemia fez com que o número de compradores online pela primeira vez disparasse. 

Por certo, as lojas se tornaram criativas sobre como lidar com os novos consumidores. 

Sem dúvida, a conectividade humana disparou na última década.

Acima de tudo, oferecendo novas soluções online para nossa vida privada e profissional.

Sobretudo, os varejistas tradicionais precisam seguir os consumidores online. 

Ao mesmo tempo, felizmente, eles podem obter ajuda do ecossistema do e-commerce. 

Então, no primeiro trimestre de 2021, foram realizadas 78,5 milhões de compras online.

Enfim, um aumento de 57,4%  no e-commerce, em comparação ao mesmo período do ano passado. (Neotrust)

 

via GIPHY

Inteligência artificial no e-Commerce

Principalmente, quando se trata de inovação, pode não haver setor mais aquecido agora do que o varejo. 

Afinal, o varejo é a área que lidera as paradas em maturidade de IA (inteligência artificial).

Por fim, algo que os varejistas tiveram que experimentar.

Igualmente, a onda digital no varejo não tem probabilidade de se reverter. 

Conforme, uma vez que alguém começa a usar um e-commerce.

Portanto, fazer pesquisa de produtos e preços, comprar, receber suas compras em casa, ele voltaria? 

Visto que, é difícil renunciar à conveniência.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.