Pixi.

Pixi is a creative multi-concept WordPress theme will help business owners create awesome websites.

Address: 121 King St, Dameitta, Egypt
Phone: +25-506-345-72
Email: [email protected]

Live commerce: a próxima grande evolução do e-commerce

  • Por patriciadalmolin
  • 13 de abril de 2022
  • 0 Comentários
  • 75 Visualizações

Acima de tudo, o e-commerce não gosta de ficar parado por muito tempo. Sobretudo, é uma indústria baseada na disrupção. Embora, tenha se tornado a norma, você pode apostar em maneiras consistentemente novas, e melhores de fazer negócios online.

Usar a transmissão ao vivo para impulsionar as vendas on-line pode ser uma dessas formas. A digitalização e a prevalência das mídias sociais tornaram as compras fáceis, mas chatas. Bem-vindo à próxima grande novidade – você pode comprar on-line ao vivo.

Logo, em um momento em que tanto a live, quanto o e-commerce estão se expandindo, surge a live commerce. Se você ainda não começou a otimizar seu Instagram para vendas.

Portanto, pode estar perdendo uma grande oportunidade. Influenciadores e criadores de conteúdo desempenharam um papel significativo na live commerce, e sua proliferação no espaço de varejo, pelo menos para iniciantes.

Começou com os compradores tendo que entrar no carro ou no transporte público para ir a um shopping center, e navegar loja após loja para fazer suas compras. Então começamos a fazer compras no conforto de nossas próprias casas enquanto acessávamos sites em nossos computadores, o que levou para fazer compras diretamente em postagens de mídia social de nossos smartphones.

Agora estamos vendo o próximo passo na evolução das compras – live commerce. A live commerce é um ecossistema que pode beneficiar a marca, o criador/influenciador de conteúdo e o cliente, é apenas uma questão de tempo até que todos lucrem.

 1)  Determine um propósito para seu vídeo;

2)  Fornecer uma experiência de compra personalizada;

3)  Mostrar a personalidade da marca;

4)  Uma experiência mobile-first.

Dicas live commerce 

#1 – Determine um propósito para seu vídeo

Primeiramente, determine um propósito para seu vídeo. Caso contrário, seu público não terá motivo para continuar assistindo sua live commerce.

#2 – Fornecer uma experiência de compra personalizada

Portanto, na live commerce o envolvimento com os compradores dá um ar de personalização à experiência de compra.

#3 – Mostrar a personalidade da marca

Por certo, os vídeos são meios poderosos para comunicar a história de uma marca. Sem dúvida, pode haver muitas lojas de e-commerce vendendo exatamente os mesmos produtos. Mas, o que diferencia uma loja on-line da outra. Com toda a certeza, é mostrar a personalidade da marca.

Logo, saber estabelecer uma conexão pessoal com os clientes-alvo. Enfim, como os vídeos ao vivo são muito mais pessoais e íntimos do que o conteúdo com script. Então, indica-se a live commerce.

Contudo, um vídeo ao vivo em tempo real é ótimo para construir um relacionamento com fãs. Ao mesmo tempo, seguidores que podem ser clientes fiéis de sua loja online.

#4 – Uma experiência mobile-first

Com cada vez mais compradores recorrendo a seus telefones celulares para tudo, desde fazer compras, pagar contas, tirar fotos, até seus serviços bancários – não é de admirar que a live commerce seja uma tendência para ficar de olho.

Esta nova forma de fazer compras on-line concentra-se principalmente em dispositivos móveis, adaptando-se bem aos atuais comportamentos do consumidor. Mais da metade de todo o tráfego de compras na Internet ocorre a partir de um dispositivo móvel.

A confiança é a principal moeda

A confiança é a principal moeda do futuro do comércio eletrônico. As marcas devem ser transparentes, autênticas e prontamente disponíveis para seus clientes, especialmente onde os consumidores on-line passam a maior parte do tempo: nas mídias sociais.

O social commerce está no centro das compras on-line. A construção da marca está ajudando a atrair e reter clientes. As empresas estão superando a concorrência investindo na construção da marca, o que aumenta o valor da vida útil do cliente, aumenta as taxas de conversão no curto prazo, e atrai compradores fora do mercado no longo prazo.

 

 

Artigo produzido por Josele Delazeri

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.